monasterio santa catalina

Arequipa: Monastério de Santa Catalina

O convento de Santa Catalina, também conhecido como Monastério de Santa Catalina é um dos mais importantes monumentos religiosas coloniais do Peru. Um lugar imperdível em sua visita à cidade branca de Arequipa.

Fundação

O vice-rei Francisco Toledo outorgou as licenças necessárias para a fundação do “Monastério Privado das Monjas da Ordem de Santa Catalina de Siena”. Após alguns anos, Dona María de Guzmán,viúva de Diego Hernández de Mendoza, uma bela mulher, rica e jovem que não teve filhos, decidiu entrar para o monastério em construção, doando a ele todos os seus bens e assim é fundado-o em 10 de setembro de 1979.

Em outubro de 1580, é comemorada uma missa principal na cidade e Dona María, reconhecida como fundadora, toma formalmente seus hábitos.

Mulheres crioulas, mestiças e até filhas de curacas (médicos tradicionais) ingressaram no monastério como monjas. Em 1964 vieram as primeiras monjas espanholas. A história também conta que “monjas pobres” e damas da cidade também se converteram e, por não terem vocação religiosa, ingressavam para praticar suas virtudes.

Em 1582, a cidade de Arequipa padeceu de um forte terremoto e o monastério sofreu graves danos. A partir de então, iniciou-se um período de dor, padecimento, no qual as próprias religiosas reformaram suas habitações. A capela, onde o Santíssimo Sacramento foi exposto em uma cabana de palha, não foi possível reformar por falta de verba.

monasterio santa catalina

Localização

O Monastério de Santa Catalina está localizado a uma quadra ao norte da Plaza de Armas de Arequipa. Diferencia-se urbanamente do resto do damero colonial (planta urbanizada) ocupando um quarteirão e meio do mesmo.

Arquitetura

O monastério de Santa Catalina, localizado em Arequipa, em um território especialmente escolhido por sua beleza natural, clima hospitaleiro e que disponibilidade de material de construção única: o silhar, pedra porosa de lava vulcânica que permitiu construir uma linda cidade onde é possível edificar formas arquitetônicas próprias e esculpir fachadas surpreendentes e finos detalhes decorativos que fizeram de Arequipa um centro colonial de marcada identidade dentro dos principais centros urbanos do continente. O estilo arquitetônico é colonial, porém a natureza, mista. A diferença de outras construções reais desta parte da América Latina para Arequipa e especialmente em Santa Catalina é a fusão de elementos espanhóis e nativos a tal ponto que gerou uma criação própria.

Veja Também: Dicas de viagem ao Peru

Share:

Deixe uma resposta