Como Chegar de Lima para Paracas

Como Chegar de Lima para Paracas – Conta Própria

Quando cheguei à Lima fui comprar a passagem para Paracas pela empresa Cruz Del Sur. Para o horário que eu precisava eu paguei S/75,00 (câmbio S/1 (sol) = R$0,75, em 28.06.2018) por uma viagem de 3h30, pela Rodovia Panamericana Sul.

O ônibus é semi-leito com poltronas espaçosas, dois andares e muito confortável.

De um lado há assentos individuais e do outro, triplos. Um detalhe que nunca havia visto em nenhum outro ônibus, mesmo no Peru, é a falta de compartimento para colocar a bagagem de mão, ainda mais em um ônibus deste nível, neste valor.

Tive que disputar espaço entre meus pés e minha mochila. A viagem é bem tranquila, passando por vilarejos e lugares desérticos, com uma parada de 20 minutos. Alguns quilômetros saindo de Lima, o céu começou a clarear e meus olhos voltaram a ficar alegres.

O céu de Lima fica nublado com uma cor branca acinzentada, de julho a setembro. Eu fui para lá em julho. A paisagem pela costa é bem seca com algumas dunas que me lembraram o nordeste brasileiro. Onde é possível, há plantações próximas às dunas e também nas casas.

Esta região de Paracas é um lugar que você não deve deixar de visitar por sua beleza natural: a paisagem desértica de dunas cor ocre que, em muitas ocasiões, se encontram com o azul do Oceano Pacífico. Você poderá visitar a Reserva Natural de Paracas de muitos destes encontros, as ilhas Ballestas povoadas de pássaros, com sua população de leões marinhos e alguns pinguins e o deserto de Huacachina, em Ica, de calmos passeios e também radicais, 20 minutos de táxi de Paracas.

Chegando a Paracas peguei um táxi até o Airbnb Las Antillas de Paracas que havia alugado há uns dois meses do Brasil. Um camping e hostel com quatro quartos e uma área de lazer legal com uma piscina tipo regan alta e redonda de água fria (lembrando, era julho), uma sala com TV onde as refeições são servidas, jogos, um bar, bem rústico e aconchegante.

Por ser em um vilarejo bem rústico e afastado do litoral oferece bastante. Meu quarto tinha duas camas grandes de solteiro que pareciam de casal um pouco menor do que o tamanho normal. Fui descansar e depois comi um frango grelhado bem saboroso com salada cozida e uma pimenta deliciosa para acompanhar.

Os quartos não possuem banheiro e há três deles compartilhados, limpos e grandes com chuveiro, vaso sanitário, pia e um espaço para se trocar. Um lugar agradável onde fui muito bem tratada.

Moises, o dono, estava em Lima, mas deixou uma pessoa para me atender e que foi muito simpática e me ajudou, no dia seguinte, ligando para o motorista da van que havia ido parar em outro lugar. Por ser afastado e numa área muito simples de rua de terra e casas singelas, alguém pode pensar que não há bom serviço lá, mas sim há, em um local simples, onde a comida é muito saborosa e feita na hora.

 

Share:

Deixe uma resposta